Vox Publica

INDIGNADOS E DESACREDITADOS

19/10/2011

José Roberto de Toledo

O Estado de S.Paulo, Apud Blog do Noblat, 10/10/2011

Por que o movimento dos “indignados”, que ganhou notoriedade na Espanha, se espalhou para o Chile e agora ocupa Wall Street (EUA), não comoveu multidões no Brasil? Desde julho, quando o jornal espanhol El País fez essa pergunta, parece haver mais indignação com a falta de resposta do que, propriamente, com a corrupção da política nacional. Tentativas de mobilização das massas não foram muito além de um trending topic ou outro nas redes sociais. Quando chegaram às ruas, não saíram dos bairros mais afluentes, tampouco tiveram sustentação ao longo do tempo. Nos termos de seus idealizadores, cansaram logo.

Leia mais…

OPOSIÇÃO POR DENTRO

04/10/2011

 José Roberto de Toledo

 O Estado de S.Paulo, 02/10/2011

Os dois mais estridentes partidos de oposição estão deitados, um no leito hospitalar e o outro no divã. O DEM sofre de anorexia política: está à beira da inanição, mas olha-se no espelho e vê uma imagem engordada de si próprio. O PSDB ensaia nova crise de identidade e liderança. Motivos para o governo de Dilma Rousseff comemorar? Certamente não. O DEM foi a sigla mais afetada pela criação do PSD. Perdeu muitos de seus poucos deputados, prefeitos e senadores. Presidente do partido, Agripino Maia (RN) vê mais ganhos do que perdas: “Estamos não só recuperando nossas forças, mas ficando mais fortes”. Acredita quem quiser.

Leia mais…

5 CONCLUSÕES SOBRE A PESQUISA DATAFOLHA DA ELEIÇÃO EM SP

08/09/2011

 

José Roberto de Toledo

Vox Publica, 05/09/2011

Uma pesquisa a mais de um ano da eleição é apenas um indicativo do grau de conhecimento do eleitorado em relação aos pré-candidatos, e uma medida da simpatia ou antipatia que cada um deles desperta. Ou seja, o cenário de hoje não será o do dia da votação. Mas, feita essa ressalva, a pesquisa mostra tendências, dificuldades e, por si só, cria um fato político. A eles:

Leia mais…

COMPARANDO O QUÊ?

10/08/2011

José Roberto de Toledo

Vox Publica, 08/08/2011

Do jeito que foi divulgada, há três modos de analisar a pesquisa VoxPopuli encomendada pelo PT sobre o governo Dilma Rousseff: acreditar que 71% aprovam sua gestão, excluir a aberração “regular positivo” da conta e somar apenas 34% de aprovação, ou esperar a pesquisa Ibope/CNI que sai nos próximos dias. A terceira opção é a melhor.

Pesquisas de avaliação de governo são termômetros mais importantes para os governantes do que para a sociedade. As pessoas sabem o que pensam do governo. Mas o governo depende das pesquisas para saber o que pensam as pessoas.

Leia mais…

DEIXA COMO ESTÁ

23/02/2011

 José Roberto de Toledo

Vox Publica, 20/02/2011

O repórter Marcelo de Moraes informa, no Estado, que os congressistas pretendem aprovar uma reforma política restrita, enxuta, com poucos cômodos. Quase um “puxadinho”. Só devem votar coisas importantes.

Corrigir a distorção do voto para a Câmara dos Deputados? Aquela que faz um paulista que é eleitor em Roraima valer 11 roraimenses que votam em São Paulo? Nem pensar.

Implementar uma cláusula de barreira que dificulte a existência de legendas de aluguel, que vendem seu tempo de TV em época de eleição, e apare os 27 partidos registrados hoje? Bobagem.

Voto distrital? Bah! Voto facultativo? Esqueça.

Leia mais…

Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação