Voto espontâneo

DUAS OBSERVAÇÕES SOBRE A ELEIÇÃO PRESIDENCIAL

24/10/2018

Maurício Costa Romão

 O voto espontâneo

Quando foram divulgadas as pesquisas do Datafolha e do Ibope para presidente, entre 10 e 12 deste mês de setembro, a grande curiosidade dos analistas era detectar eventuais efeitos sobre as intenções de voto decorrentes da facada desferida contra o candidato Jair Bolsonaro.

Dado que o foco principal estava voltado para esse aspecto, passou despercebido um relevante resultado mostrado pelas pesquisas: a razão voto espontâneo/voto estimulado.

Leia mais…

Intenção de Voto: Estimulada e Induzida

23/06/2010
 
 
 
 

Imagem publicada no blog do Magno Martins

Por Maurício Costa Romão

Nas pesquisas eleitorais quantitativas, particularmente nos quesitos de intenção de voto, os entrevistados são instados a se pronunciar sobre os candidatos que disputam o pleito contemporâneo, e o fazem ou de forma espontânea, ou de forma induzida.

No primeiro caso, da manifestação espontânea de voto, o respondente é instigado a dar sua opinião sobre as candidaturas postas, mas sem que o entrevistador faça uso de qualquer mensagem gestual ou verbal que lembre a figura ou o nome de algum candidato.

Já a pergunta induzida é aquela na qual se apresenta ao entrevistado uma relação de nomes dos candidatos (normalmente impressa num disco de papel-cartolina), em ordem aleatória, para que ele escolha aquele de sua preferência.

Leia mais…

Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação