UOL

CONHEÇA AS REGRAS PARA CRIAR UM NOVO PARTIDO

19/03/2011

 

 Blog do Fernando Rodrigues (UOL), 18/03/2011

Para o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (hoje no DEM), montar seu novo partido será necessário cumprir uma série de exigências. Aqui estão as principais:

1) de acordo com a lei 9.096 (19.set.1995), em seu artigo 7º, “o partido político, após adquirir personalidade jurídica na forma da lei civil, registra seu estatuto no Tribunal Superior Eleitoral”.

2) Para se registrar, a nova agremiação deve obedecer ao que determina o parágrafo 1º da lei 9.096 (19.set.1995): “Só é admitido o registro do estatuto de partido político que tenha caráter nacional, considerando-se como tal aquele que comprove o apoiamento de eleitores correspondente a, pelo menos, meio por cento dos votos dados na última eleição geral para a Câmara dos Deputados, não computados os votos em branco e os nulos, distribuídos por um terço, ou mais, dos Estados, com um mínimo de um décimo por cento do eleitorado que haja votado em cada um deles”.

Leia mais…

ESTADOS PRÓ-DILMA TENDEM A TER MAIOR ABSTENÇÃO

30/10/2010

Fernando Rodrigues

UOL Notícias, 30/10/2010

  onde não há 2° turno para governador, mais eleitores deixam de votar…
Levantamento feito pelo blog com dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) mostra que, em 2002 e em 2006, a abstenção foi maior em Estados onde não houve 2° turno para governador. Ou seja, menos eleitores votaram para presidente. Em 2010, essa tendência pode provocar uma diminuição do comparecimento em Estados onde Dilma Rousseff (PT) venceu o 1° turno.

Leia mais…

SERRA CORRE RISCO DE DESMOBILIZAÇÃO

27/10/2010

Fernado Rodrigues

UOL, 27/10/2020

 estagnação no Datafolha pode desanimar militância do PSDB

 A pesquisa Datafolha realizada hoje (26.out.2010) indica uma estabilidade total em relação ao levantamento da semana passada. Hoje, Dilma Rousseff (PT) tem 56% dos votos válidos. José Serra (PSDB) tem 44%. São exatamente os mesmos percentuais do dia 21.out.2010.

Ou seja, a diferença entre a petista e o tucano continua sendo de 12 pontos.

Nessa circunstância, a virada tucana fica um pouco mais longe no horizonte das possibilidades. O risco maior a esta altura para Serra é a desmobilização daqueles que são seus apoiadores.

Leia mais…

UM DEBATE INÉDITO, HISTÓRICO

19/08/2010
 

Imagem publicada no Blog do IMN

Fernando Rodrigues

Folha de S.Paulo, 19/08/2010

Os debates Folha/UOL com candidatos a governador de São Paulo (17.ago.2010) e com presidenciáveis (18.ago.2010) foram inéditos, históricos.

No caso do encontro entre presidenciáveis, foi a primeira vez, durante um primeiro turno de eleição para o Planalto, que estiveram juntos em um debate apenas os três candidatos mais bem colocados nas disputas.

Pode parecer pouco, mas esse cenário nunca havia se materializado no país. Em 1989, o favorito Fernando Collor de Mello (então no PRN) se recusou a participar de debates no primeiro turno. Em 1994, houve um debate com os sete principais candidatos – ou seja, na prática, deu-se um congestionamento de políticos e nenhuma troca inteligível de idéias. Em 1998 não houve debates, pois o então candidato à reeleição, Fernando Henrique Cardoso (PSDB), recusou-se a comparecer.

Leia mais…

Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação