Tiririca

TIRIRICA PUXOU PROTÓGENES E SIRAQUE, E CHALITA ALÇOU CAMINHA

21/11/2012

Maurício Costa Romão

O sistema proporcional brasileiro tem a peculiaridade de gerar um fenômeno que contraria visivelmente a vontade do eleitor e depõe contra sua já desgastada imagem: o do puxador de votos.

Trata-se de candidato campeão de votos, que se elege ultrapassando individualmente o quociente eleitoral (QE), arrastando consigo outros postulantes do partido ou coligação, com votação bem menor, e não raro, inexpressiva. Isso acontece porque, qualquer que seja a votação destes postulantes, eles podem ser eleitos desde que estejam entre os mais votados do partido ou coligação.

Leia mais…

TIRIRICA LEGISLATIVA

10/02/2011

 

Fernando de Barros e Silva

Folha de S.Paulo, 08/02/2011

SÃO PAULO – Ninguém dá muita bola para a Assembleia Legislativa de São Paulo. Ela parece viver numa espécie de limbo, entre a Câmara federal, à qual a imprensa dedica muito mais atenção, e a municipal, onde bem ou mal transitam os problemas e negócios da cidade.

É possível que você, leitor, nem se lembre mais em quem votou para deputado estadual em outubro. Também é possível que não conheça nenhum desses deputados. A culpa não é (ou não apenas) sua.

As Assembleias -não só a paulista- tornaram-se, de fato, pouco relevantes. Em primeiro lugar, porque a Constituição de 1988 restringiu muito as competências dos legislativos estaduais. O arcabouço institucional do país as esvaziou.

Leia mais…

QUOCIENTE ELEITORAL FAVORECE “FENÔMENO TIRIRICA”; ENTENDA COMO FUNCIONA

03/10/2010

Diego Salmen
Do UOL Eleições, 01/10/2010

Com o slogan “pior que tá não fica”, o palhaço Tiririca é a aposta do PR para as eleições parlamentares deste ano no Estado de São Paulo. Apesar da polêmica – e dos risos – que seus bordões vêm despertando no horário eleitoral, a presença do humorista na campanha obedece a uma lógica simples: conquistar o maior número de votos possíveis para que eleger a si mesmo e a outros candidatos por meio do quociente eleitoral.

O cientista Rubens Figueiredo, da USP (Universidade de São Paulo), explica como funciona:

“O Estado de São Paulo tem 70 deputados federais. Vamos supor que São Paulo tenha 700 mil votos. Dividindo 700 mil por 70, o quoeficiente seria de 10 mil. O partido vai ter 30 candidatos: soma a votação de todos mais os votos na legenda. Vamos supor que deu 22 mil. Agora divida 22 mil por 10 mil – vai dar 2,2. O partido vai eleger dois deputados”, detalha.

Leia mais…

ELEITOR ABESTADO?

28/09/2010

A ELEIÇÃO DE 2010 ESTÁ CHEIA DE CANDIDATOS “EXÓTICOS”, MAS O QUE SIGNIFICA VOTAR NELES? (Texto para jóvens, Caderno Folheteen)

Iuri de Castro Tôrres

Folha de S.Paulo, 27/09/2010

“Adivinha quem é?”, pergunta alguém por trás de mãos que escondem o rosto. “Sou eu, o abestado! Vote Tiririca para deputado federal”, responde o palhaço Francisco Oliveira Silva, o mais expressivo de uma onda de candidatos “exóticos” das eleições deste ano.

Além dele, há a Mulher Pêra, o jogador de futebol Romário, os irmãos da banda KLB e a cantora Simony.

Líder na pesquisa de intenção de votos divulgada pelo Datafolha, com 3%, Tiririca (PR-SP) pode se mudar de mala e cuia para Brasília, com salário de R$ 16 mil. Ele admite não saber o que faz um deputado federal. E só na semana passada apresentou propostas de governo, como incentivos fiscais para o circo e luta contra discriminação de nordestinos.

Leia mais…

QUEM É O PALHAÇO?

20/09/2010

José Roberto Toledo

O Estado de S.Paulo, 14/09/2010

Francisco Everardo Oliveira Silva corre o risco de ser o deputado federal mais votado do Brasil em 3 de outubro. Não se espante se você não reconhece o nome, nem seus próprios eleitores reconheceriam. Oliveira Silva é conhecido apenas por seu apelido, Tiririca.

Ele aparece em primeiro lugar no conjunto de pesquisas do Ibope sobre a eleição para a Câmara dos Deputados em São Paulo. Como é o Estado com o maior eleitorado, não será surpresa se Oliveira Silva acabar sendo o campeão nacional de votos de 2010.

Se você não tem visto muita TV nas últimas décadas e passou incólume pela propaganda eleitoral até agora, Tiririca é ator e palhaço profissional. Tem 45 anos, lê e escreve, se autodefine como “abestado” e seu slogan é “pior que tá num fica, vote Tiririca”.

Leia mais…

Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação