Segundo Turno

ELEIÇÃO SEM PROGNÓSTICO

29/09/2010

imagem publicada no blog de Magno Martins

Mauro Paulino

Folha de S.Paulo, 28/09/2010


É impossível afirmar de forma isenta se Dilma terá mais votos do que a soma de seus concorrentes


 

A ESSA ALTURA a maioria dos eleitores, em todas as camadas, já tem o voto para presidente decidido e a parte que não está completamente resolvida é relativamente pequena. Mas ela é decisiva diante da indefinição sobre a realização ou não do segundo turno, revelada hoje pelo Datafolha.

A exemplo das duas eleições anteriores é impossível afirmar de forma isenta, a cinco dias da votação, se Dilma terá mais votos do que a soma de seus concorrentes.

Muita coisa acontece na última semana de campanha. Até o momento da confirmação do voto para presidente no próximo domingo parte considerável dos eleitores, mesmo os mais decididos, dedicará maior atenção ao noticiário político, dará uma espiada no horário eleitoral ampliando sua audiência e trocará mais ideias em seu entorno.

Leia mais…

APREENSÕES NO CAMPO GOVERNISTA

28/09/2010

 

Imagem publicada no blog do IMN

Por Maurício Costa Romão

Além da pesquisa do Datafolha divulgada hoje, 28/09, que aponta nova redução da vantagem de Dilma Rousseff sobre a soma dos adversários, há mais três fatores de apreensão para as hostes situacionistas na eleição presidencial deste ano:

(1) o provável aumento da abstenção; (2) o eventual crescimento da incidência de votos nulos e brancos e (3) a possibilidade de que haja discrepância entre as intenções de voto consignadas à primeira colocada nas pesquisas, Dilma Rousseff, e os percentuais que se registrarão nas urnas.

Os três fatores podem exercer impacto negativo na votação esperada pelas forças governamentais, favoritas até agora a ganhar o pleito até mesmo no primeiro turno.

Leia mais…

ELEIÇÃO PRESIDENCIAL: SEGUNDO TURNO?

27/09/2010

Por Maurício Costa Romão

Até meados da semana passada, os analistas políticos eram praticamente unânimes em considerar muito remota a chance de haver segundo turno na eleição presidencial deste ano.

 Após as pesquisas do Datafolha e do Ibope divulgadas dias 22 e 24 deste mês, respectivamente, já se percebe a admissão dessa possibilidade. 

Considerando-se a média de intenções de voto dos dois levantamentos mencionados, em termos de votos válidos, a diferença entre Dilma Rousseff (54,4%) e a soma dos demais candidatos (45,6%) diminuiu e está agora em 8,8 pontos de percentagem (a eleição se define no primeiro turno se um candidato obtiver 50% mais um dos votos válidos).

Entretanto, na configuração de votos válidos, em que disputam dois lados – simplificadamente, para efeito expositivo, “situação” e “oposição” – o crescimento da quantidade de votos de um lado significa decrescimento do outro, na mesma proporção. A conquista de um voto para um equivale a menos um voto para o outro.

Leia mais…

A ELEIÇÃO PRESIDENCIAL E O SEGUNDO TURNO

22/09/2010

Por Maurício Costa Romão

Os analistas políticos são praticamente unânimes em considerar muito remota a chance de haver um eventual segundo turno na eleição presidencial deste ano.

De fato, levando-se em conta as pesquisas eleitorais nacionais realizadas pelos quatro grandes institutos que cobrem a eleição de 2010 (Sensus, Ibope, Datafolha e Vox Populi), desde agosto, especialmente a partir da segunda quinzena, as intenções de voto consignadas a Dilma Rousseff vem sendo sistematicamente maiores do que a soma daquelas obtidas por José Serra e Marina Silva. Essa consistência numérica, ceteris paribus, garantiria vitória em primeiro turno para a candidata petista.

Leia mais…

Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação