Segundo Turno

NÚMEROS EM TRÂNSITO

28/07/2014

Maurício Costa Romão

Nas simulações de segundo turno os institutos de pesquisa formulam a seguinte pergunta-padrão (exemplo do Datafolha):

“Se o segundo turno da eleição para presidente fosse hoje e a disputa ficasse apenas entre _____ em quem você votaria?”

Por mais que pareça redundante, é oportuno enfatizar que a pergunta restringe a quantidade de candidatos do primeiro turno a apenas dois no segundo.

Essa ênfase vem a propósito de matéria veiculada no Blog da Cidadania, no dia 18 próximo passado, sob o título“Governo Dilma duvida do Datafolha, principalmente sobre 2º turno”, cujos parágrafos que têm interface com o presente texto estão reproduzidos abaixo:

Leia mais…

NÚMEROS E EMOÇÕES PARA O SEGUNDO TURNO

26/06/2014

Maurício Costa Romão

As pesquisas têm mostrado que a presidente Dilma Rousseff continua liderando a corrida presidencial em intenções de voto e com uma confortável diferença para o segundo colocado.

Nos cinco levantamentos nacionais deste mês de junho, por exemplo, a presidente teve, em média, 37% de intenção de votos contra 21% do senador Aécio Neves, uma diferença de 16 pontos de percentagem.

Entretanto, quando aos números do senador se acrescem os percentuais do ex-governador Eduardo Campos (9% em média) e, ainda, os dos demais candidatos de menor expressão eleitoral (8% em média), o conjunto dos adversários da presidente soma 38% de intenção de votos, caracterizando empate técnico. Neste contexto, se a eleição fosse hoje, haveria segundo turno.

Leia mais…

QUEDA NA AVALIAÇÃO POSITIVA DO GOVERNO PUXA INTENÇÃO DE VOTOS PARA BAIXO

30/04/2014

Fonte: elaboração própria com base em diversas pesquisas nacionais

Maurício Costa Romão

Depois da inesperada celebração da aliança Rede/PSB, nos estertores do prazo final para criação de partidos políticos, em 5 de outubro do ano passado, os grandes institutos de pesquisa já realizaram 17 levantamentos nacionais de intenção de votos para presidente da República.

Todas essas pesquisas contemplam o cenário mais provável de concorrentes a presidente, composto por Dilma Rousseff, Aécio Neves e Eduardo Campos. A média mensal de intenções de voto de Dilma neste cenário, no período de outubro de 2013 a abril de 2014, está mostrada na linha azul do gráfico que acompanha o texto.

Leia mais…

É MAIS PROVÁVEL QUE HAJA SEGUNDO TURNO EM CARUARU

26/03/2011

 

 

 

Fonte: elaboração do autor, com base em dados do TSE

Por Maurício Costa Romão

A matéria postada no Blog do Magno, em 21/03/2011, reproduzindo informações do Blog do Vanguarda, de Caruaru, sob o título “Segundo turno é temido em Caruaru”, trata da possível implantação do sistema biométrico no município, já para o pleito de 2012, o que para tal se requereria um recadastramento dos eleitores locais.

O texto da postagem caruaruense insinua que determinados segmentos políticos daquele importante colégio eleitoral estariam esperando que o recadastramento reduza em 25% no número de eleitores do município, o que eliminaria a possibilidade de ocorrência de a próxima eleição ter dois turnos.

Leia mais…

NOVAS PESQUISAS

24/10/2010

 

 Marcos Coimbra

 Correio Braziliense, 20/10/2010  

 O vasto esforço “subterrâneo” das campanhas, particularmente a “guerra santa” das igrejas conservadoras contra Dilma, com a escalada religiosa de Serra, não conseguiram (pelo menos por enquanto) convencer novos eleitores

Começam a sair as pesquisas da reta final deste segundo turno da eleição presidencial. Só faltam 10 dias e, de agora em diante, serão muitas.

Depois do que aconteceu no primeiro turno, as pesquisas perderam a centralidade que tiveram ao longo do processo sucessório. Aqui, como em outros países, a opinião pública e a imprensa se acostumaram a lhes atribuir uma importância talvez exagerada, concentrando a discussão sobre as eleições no acompanhamento dos números a respeito do sobe e desce dos candidatos. Com isso, vieram para o primeiro plano, lugar onde não deveriam estar.

Elas continuam, contudo, a ser o que de melhor existe para conhecer o que pensam fazer os eleitores no dia da votação e não há outro meio nem parecido a elas nessa capacidade. Não estamos maravilhosamente bem servidos por elas, mas seria pior se não as tivéssemos. Leia mais…

Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação