Recife

OS VEREADORES E A ARITMÉTICA DE CONVENIÊNCIA

07/09/2011

 

Por Maurício Costa Romão

Os vereadores podem até não ter tanta desenvoltura em matéria legislativa, mas certamente são versáteis em aritmética. Tanto assim é que descobriram uma maneira simples e direta de interromper a trajetória ascendente do quociente eleitoral que atormenta suas vidas. Esta variável, como se sabe, é fruto da divisão dos votos válidos do pleito pelo número de vagas no Parlamento. Quanto mais elevado o quociente, mais difícil é a ascensão às Câmaras, tanto das atuais excelências, quanto das futuras. Pois bem, com a quase inexorável tendência dos votos válidos crescerem a cada eleição, só existe uma maneira de baixar o quociente eleitoral para facilitar a entrada nas Câmaras: aumentar o número de vagas legislativas, numa proporção maior do que o crescimento dos votos válidos.  

Leia mais…

VOX POPULI, E DAÍ?

16/08/2011

Por Maurício Costa Romão

Que tal colocar no Google algo como: protestos nos municípios contra o aumento do número de vereadores”? O consulente ficará simplesmente estarrecido, tamanha a quantidade de manifestações contrárias a esse abuso da edilidade brasileira.

Há de tudo: outdoors, faixas, passeatas, protestos de estudantes, associações de moradores, sindicatos, empresários, etc. Em São José do Rio Preto (SP), no dia da votação do aumento do número de vereadores, de 17 para 23, o presidente da Câmara, percebendo que os edis se intimidaram com o protesto das galerias e o projeto ia ser rejeitado, encerrou a seção alegando “falta de condições de trabalho”.  Ele e os demais vereadores saíram escoltados do legislativo pela polícia militar.

Leia mais…

RECIFE 2012: ESTIMANDO O QUOCIENTE ELEITORAL ( Nota Técnica – Segunda e última parte)

21/06/2011

Por Maurício Costa Romão

 As hipóteses

Como as variáveis que definem o QE são, à exceção do eleitorado e do número de cadeiras parlamentares, todas conhecidas post factum, depois do pleito, fazer estimativas desse quociente é sempre um exercício que requer formulação de muitas hipóteses. Entretanto, com base no comportamento evolutivo das variáveis-padrão acima mencionadas é possível fazer uma prospecção bastante razoável do seu valor aproximado para a eleição do ano de 2012 na capital pernambucana.

Como se discutiu anteriormente, prognosticar o QE envolve estimar os votos válidos, posto que o quantitativo de vagas legislativas já é dado (excepcionalmente para a próxima eleição proporcional de 2012, deverá haver mudanças nessas vagas devido à emenda constitucional de setembro de 2009, que alterou o número de vereadores no País).

Leia mais…

ESTIMANDO QUOCIENTE ELEITORAL PARA A ELEIÇÃO DE 2012, NO RECIFE (Nota Técnica – Primeira Parte)

20/06/2011

Por Maurício Costa Romão

Preliminares

O quociente eleitoral (QE) é uma variável-chave das eleições proporcionais, pois somente os partidos ou coligações que lograrem votação suficiente para ultrapassá-lo é que podem ascender ao Parlamento. Daí por que é às vezes chamado de cláusula de barreira.

Uma característica que o torna mais enigmático ainda é o fato de que sua determinação só pode ser feita depois de computados todos os votos da eleição, quer dizer, após totalizados o eleitorado (EL), a abstenção (AB), os votos apurados (VA), os votos brancos (VB), os votos nulos (VN) e, conseqüentemente, os votos válidos (VV). Dessas variáveis, a única que se conhece de antemão é o eleitorado. As outras, só depois do pleito.

Leia mais…

ELEITORADO DO RECIFE, PERNAMBUCO

23/05/2011

 

Fonte: elaboração do autor, com base em dados do TSE para o mês

Por Maurício Costa Romão

O Gráfico acima se mostra a evolução recente do eleitorado do município do Recife, Pernambuco, e sua projeção para 2012. Os dados de cada ano, extraídos do TSE, são do mês de abril (por ser o último mês que tem estatísticas de eleitorado para 2011), exceto a estimativa de 2012 que foi feita para o mês de setembro, inclusive.

Para a projeção do eleitorado de 2012 utilizou-se a mesma taxa de crescimento desta variável entre 2011 e 2010, de 0,92%, acrescida da correção correspondente aos meses de abril a setembro, inclusive. Nota-se que o eleitorado cresce continuamente, e o fará enquanto houver  acréscimo populacional positivo.

Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação