política

POLÍTICA 2.0

10/09/2011

 

Marina Silva

Folha de S.Paulo, 09/09/2011

Nem o clima de deserto que castigou Brasília no Sete de Setembro intimidou os cerca de 25 mil manifestantes da Marcha contra a Corrupção, em pleno centro do poder. A despeito do calor, a maioria foi de preto, para expressar seu luto diante da corrupção e da impunidade. Gente muito jovem, em grande parte, foi dizer aos Poderes da República que não aceita a complacência e o corporativismo com que corruptos costumam ser tratados.

Leia mais…

REFORMA POLÍTICA: ATÉ AGORA, NADA MUDOU…

14/08/2011

Aline Machado

Congresso em Foco, 12/08/2011

No Senado, o texto foi enviado em junho à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) de lá, que aprovou uma proposta de emenda à Constituição (PEC) acabando com as coligações nas eleições para deputados e vereadores. Agora, a proposta precisa ser votada nos plenários do Senado e da Câmara, e não vai ser nada fácil aprová-la: para emendar a Constituição, são necessários os votos de 308 deputados e 49 senadores, em dois turnos. Talvez por isso mesmo os senadores tenham dado sinal verde para que o fim das coligações chegue ao plenário – a exigência de quórum qualificado torna fácil a rejeição da proposta. Entre as 11 propostas de reforma política apresentadas pela comissão que se debruçou sobre o tema, apenas duas foram aprovadas na CCJ: a referida proibição das alianças partidárias nas eleições proporcionais e o projeto de lei que consolida a resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), prevendo a perda de mandato para quem trocar de partido.

Leia mais…

A POLÍTICA DEFINE A ECONOMIA

01/08/2011

Luiz Fernando Guedes

Folha de Pernambuco, 31/017/2011

Os Estados Unidos estão em intenso debate sobre a ampliação do teto da dívida. Republicanos e Democratas protagonizam uma das mais vexatórias negociações dos últimos tempos. Em pauta prioritária, a eleição presidencial, em escala distante, a situação da economia americana e a repercussão na economia mundial. Os principais líderes republicanos radicalizam discurso imputando ao Presidente Obama a responsabilidade por um eventual fracasso nas negociações; exigem corte de gastos nos projetos sociais, e atribuem ao Partido Democrata a escalada do endividamento do país. O quadro é tão caótico, que os democratas estão divididos, diversas propostas  estão na agenda, e não há consenso, ampliando as dificuldades para consolidar a negociação.

Leia mais…

NA POLÍTICA NADA É ESTRANHO

14/07/2011

 

Blog de Jamildo, 13/07/2011

Luciano Siqueira

Na verdade, é na vida que nada deve ser visto com preconceito – tudo é a expressão da condição humana. Karl Marx mesmo escreveu que “nada do que é humano me é estranho”. Isso vale para o cotidiano da política, talvez mais de que para qualquer outra esfera da vida. Daí a necessidade da abertura, da paciência e mesmo da compaixão – essa atitude que permite compreender as razões e as circunstâncias do outro.

Quando eleito presidente da República, Tancredo Neves recebeu uma delegação de pernambucanos formada por Miguel Arraes, Marcos Freire, Oswaldo Lima Filho, Cid Sampaio, Sérgio Guerra e eu, para dialogar a propósito do governo em formação. Num dado instante, ao mencionar um pleito de certo modo absurdo que ouvira de um interlocutor de outro estado, um dos nossos ensaiou uma observação ríspida em solidariedade ao presidente, logo interrompida pelo próprio: “Meus amigos, se quisermos construir coisas sólidas, não podemos achar nada estranho.”

Leia mais…

COMPOSIÇÃO DO SENADO FEDERAL EM 2011 (Final)

06/07/2011

Por Maurício Costa Romão

Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação