pesquisas

VOTOS INDECISOS E ERROS NAS PESQUISAS

03/01/2013

Mauricio Costa Romão

 A preocupação dos institutos de pesquisa no estágio final das eleições é apresentar os resultados de intenção de voto em termos de votos válidos (votos totais menos os votos em branco e os votos nulos), já que será nessa modalidade que a divulgação oficial dos números do pleito será feita.

Assim, quanto ao percentual de eleitores que se intitularam indecisos (que pode ser maior do que o percentual dos que disseram que iam votar em branco ou anular o voto), qual é o procedimento dos institutos para essa categoria?

Leia mais…

VOTOS VÁLIDOS: TSE E PESQUISAS

11/12/2012

Maurício Costa Romão

VOTOS TOTAIS X VOTOS VÁLIDOS II (Final)

27/11/2012

 

Eleitor

Quando se aproxima o dia da eleição, as pesquisas mudam de votos totais para votos válidos. Operacionalmente, o que é que se modifica quando é feita essa passagem de um conceito para outro?

Maurício Costa Romão

Nas pesquisas eleitorais, os entrevistados ou declaram intenção de votar em algum candidato, ou se dizem indecisos (não sabem ou não querem responder), ou ainda, que vão votar em branco ou anular o voto.

Leia mais…

VOTOS TOTAIS X VOTOS VÁLIDOS (I)

25/11/2012

Eleitor

Um ponto que confunde o eleitor é que uma hora as pesquisas apresentam os resultados em votos totais, outra hora em votos válidos. Por que isso?

MCR

Os resultados oficiais dos tribunais eleitorais (TSE e TREs), ao cabo das eleições, são sempre divulgados em votos válidos. Os votos válidos são os votos nominais (dados diretamente aos candidatos), somados com os votos de legenda (atribuídos aos partidos), menos os votos em branco e os nulos. Então, os votos válidos são os votos totais menos os votos em branco e os nulos.

Leia mais…

O CONTROLE DAS PESQUISAS ELEITORAIS (Parte III – Final)

16/11/2012

 

Maurício Costa Romão

Parte III – Final

Como se disse antes, os projetos que intentam controlar a metodologia e/ou a divulgação das pesquisas, têm como pano de fundo a eventual capacidade de as pesquisas determinarem o resultado eleitoral. Este é um assunto deveras controverso.  Com efeito, a distinção entre apenas aferir a opinião pública e influenciar essa opinião é assunto não resolvido, teórica e empiricamente. 

Leia mais…

Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação