pesquisas

INVASÃO DE REDUTOS

03/09/2014

Maurício Costa Romão

O Datafolha realizou em agosto duas pesquisas após a morte de Eduardo Campos: uma nos dias 14 e 15 e outra nos dias 28 e 29. Entre uma e outra, Marina Silva subiu de 21% para 34% de intenções de voto, já empatando tecnicamente com a então líder Dilma Rousseff.

Nas duas pesquisas o Datafolha desagregou os dados por sexo, idade, escolaridade, renda familiar, natureza do município (região metropolitana e interior), porte do município, região do país e religião.

Um fato que chama à atenção é que Marina cresceu de um levantamento para outro em todos os segmentos internos desses estratos, e o fez de forma homogênea, com um avanço de nunca menos que 11 pontos de percentagem em cada um (exceto no segmento 45 a 59 anos de idade, no qual ela subiu “apenas” 10 pontos).

Isso significa que alguns segmentos cativos do reino de Dilma e do lulopetismo foram parcialmente invadidos pela avalanche acreana.

Leia mais…

MARINA SE DESTACA NAS PESQUISAS IBOPE E CNT/MDA E PROJEÇÕES LHE DÃO VITÓRIA NA ELEIÇÃO

27/08/2014

 

Maurício Costa Romão

Com números muitos parecidos, as novas pesquisas do Ibope e do MDA/CNT, publicadas nos dias 26 e 27 deste mês de agosto, exibem o protagonismo de Marina Silva no novo quadro eleitoral que se desenhou após a morte de Eduardo Campos.

Os números são expressivos: na média das duas pesquisas, Marina pontua 28,6% de intenções de voto e já aparece a apenas cinco pontos e meio de Dilma Rousseff, que continua liderando com 34,1%. Aécio obteve 17,5%, relegado, agora, ao terceiro lugar.  Os outros candidatos somam 2,8%, os brancos e nulos registram 7,9% e os indecisos aparecem com 9,2%.  

Esses percentuais reforçam a possibilidade do pleito acontecer em dois turnos, a exemplo do que já havia indicado o levantamento do Datafolha realizado em 14 e 15 deste mesmo mês de agosto.

Leia mais…

NÚMEROS EM TRÂNSITO

28/07/2014

Maurício Costa Romão

Nas simulações de segundo turno os institutos de pesquisa formulam a seguinte pergunta-padrão (exemplo do Datafolha):

“Se o segundo turno da eleição para presidente fosse hoje e a disputa ficasse apenas entre _____ em quem você votaria?”

Por mais que pareça redundante, é oportuno enfatizar que a pergunta restringe a quantidade de candidatos do primeiro turno a apenas dois no segundo.

Essa ênfase vem a propósito de matéria veiculada no Blog da Cidadania, no dia 18 próximo passado, sob o título“Governo Dilma duvida do Datafolha, principalmente sobre 2º turno”, cujos parágrafos que têm interface com o presente texto estão reproduzidos abaixo:

Leia mais…

DISTORÇÃO NA PESQUISA DATAFOLHA?

23/07/2014

Maurício Costa Romão

Na matéria do blog de Jamildo, de 18/07/2014, intitulada Humberto diz que pesquisa que mostra Dilma empatada no 2º turno tem distorção” , o senador Humberto Costa assim se expressou sobre a pesquisa do Datafolha de 15 e 16 de julho:

“Eu acredito que há uma distorção provocada pelo fato de que essa pesquisa Datafolha também teve que ponderar o número de questionários para São Paulo e pro Rio, onde nós sabemos que nossa posição não é uma posição tão confortável nesse momento, e que dá um peso maior a esses estados aí”.

Na verdade, o procedimento do Datafolha de aplicar mais questionários nos dois estados para obter resultados particulares não causa nenhuma distorção na pesquisa nacional.

Leia mais…

PESQUISAS DE JUNHO 2014 P/ PRESIDENTE

21/06/2014

Fonte: elaboração própria, com base nas pesquisas indicadas

Maurício Costa Romão

Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação