Números

PESQUISAS, NÚMEROS E EMOÇÕES (Publicado no Jornal do Commercio em 28/10/2018)

09/11/2018

 

Maurício Costa Romão

Nas últimas pesquisas publicadas até sexta-feira, 26/10, desta semana (MDA, Ibope, XP/Ipespe, Real Time Big Data, Paraná Pesquisas e Datafolha), a diferença de intenções de voto entre os dois postulantes no segundo turno continuava elevada, com Bolsonaro registrando média de 57,4% dessas intenções e Haddad 42,6%, uma vantagem de 14,8 pontos percentuais.

Leia mais…

NÚMEROS DIFERENTES NAS PESQUISAS

15/09/2014

Maurício Costa Romão

Numa coisa os institutos de pesquisa eleitoral são iguais: todos buscam seguir o padrão estatístico universal de fazer estimativas de parâmetros da população baseados em amostras representativas dessa população. Fora disso, diferem sob vários aspectos metodológicos.

Cada instituto tem sua forma própria de desenhar a amostra, de formular o questionário e definir a ordem das perguntas, de coletar dados (alguns abordam os entrevistados nas ruas, outros nos domicílios), de usar informações secundárias para definir as cotas (sexo, renda, idade, escolaridade, etc.), etc.

Leia mais…

NÚMEROS EM TRÂNSITO

28/07/2014

Maurício Costa Romão

Nas simulações de segundo turno os institutos de pesquisa formulam a seguinte pergunta-padrão (exemplo do Datafolha):

“Se o segundo turno da eleição para presidente fosse hoje e a disputa ficasse apenas entre _____ em quem você votaria?”

Por mais que pareça redundante, é oportuno enfatizar que a pergunta restringe a quantidade de candidatos do primeiro turno a apenas dois no segundo.

Essa ênfase vem a propósito de matéria veiculada no Blog da Cidadania, no dia 18 próximo passado, sob o título“Governo Dilma duvida do Datafolha, principalmente sobre 2º turno”, cujos parágrafos que têm interface com o presente texto estão reproduzidos abaixo:

Leia mais…

RECIFE: NOVOS NÚMEROS SUGEREM… MAIS NÚMEROS!

07/09/2012

Fonte: elaboração própria, com base em pesquisas do IPMN

Maurício Costa Romão

Os números da pesquisa de intenção de votos do IPMN para prefeito do Recife, com trabalho de campo nos dias de 3 e 4 de setembro, divulgados ontem na web pelo LeiaJá, NE 10 e blog de Jamildo, e nesta sexta-feira, com mais detalhes, pelo JC, trazem algumas informações importantes.

Leia mais…

PESQUISAS PARA PREFEITO DO RECIFE: ORGANIZANDO OS NÚMEROS DE 2011

13/12/2011

 

 

  Maurício Costa Romão

Comentários Metodológicos 1

Como já é sabido, comparações de resultados de pesquisas eleitorais só devem ser feitas entre levantamentos oriundos de mesma fonte. Se as pesquisas têm o mesmo desenho de concepção (tamanho da amostra, margem de erro, intervalo de confiança, modelo de questionário, procedimento de campo, etc.), então elas são estritamente comparáveis. Quer dizer, as eventuais variações havidas nas intenções de voto dos candidatos, de uma pesquisa para outra, podem ter sido, de fato, derivadas de mudanças nas preferências da população, e não resultantes de modificações de metodologia ou de coleta de informações.

Leia mais…

Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação