Guanaes

INTELIGÊNCIA ARTESANAL

09/09/2012

 

Nizan Guanaes

Folha de S.Paulo, 04/09/2012

A tecnologia hoje é tão disruptiva que coloca em xeque até a participação humana no processo produtivo. Por isso é melhor você prestar atenção. As notícias dessa revolução não param de aparecer. O “Wall Street Journal” revelou recentemente que a Ikea, a fabricante de móveis sueca, agora cria seus catálogos de vendas apenas com imagens produzidas digitalmente.

Leia mais…

O FUTURO DA PROPAGANDA

12/06/2012

Nizan Guanaes

Folha de S.Paulo, 29/05/2012

O Facebook é uma empresa de comunicação que fatura com publicidade; 85% de sua receita vem de anúncios

Muita gente me pergunta qual o futuro da propaganda, e essa resposta eu não tenho, acho que ninguém tem. Prever o futuro hoje é como prever o futuro em Manhattan na noite de 10 de setembro de 2001. Impossível saber o que está vindo pela frente. A pergunta mais fácil de responder é justamente aquela feita pelos mais céticos: há futuro para a propaganda?

Leia mais…

CINEMA NOVO

22/04/2012

Nizan Guanaes

Folha de S.Paulo, 17/04/2012

Não é o que sua empresa ou marca pode fazer pelo cinema, mas o que o cinema pode fazer por elas

O CINEMA é um produto cultural estratégico para o novo Brasil, um país que vai naturalmente consumir mais cultura e exportar mais cultura. O cinema é uma grande oportunidade para as marcas, para a imagem do nosso país. Basta ver o que o cinema fez pelos Estados Unidos. Em muitos sentidos, o cinema fez os Estados Unidos.

Leia mais…

HUMANIDADE, SUBSTANTIVO FEMININO

08/03/2012

Nizan Guanaes

Folha de S.Paulo, 06/03/2012

No ano passado a revista “The Economist” fez uma polêmica campanha publicitária para atrair novas leitoras, já que mais de 85% de seu leitorado é masculino. Elitista por opção, a revista enviou folder -a um seleto público feminino- que perguntava: “Por que as mulheres devem ler a ‘Economist’?” E logo respondia, em letras garrafais: “Elas não devem”.

Leia mais…

EXISTE AMOR EM SÃO PAULO

28/01/2012
Tags: , , , .

Nizan Guanaes

Folha de S.Paulo, 24/01/2012

O Brasil tem que parar de ser modesto consigo mesmo, que a natureza não o foi. Ela nos deu atributos maravilhosos e nós fomos criando, em fogo brando, um país à altura. A maior criação do Brasil chama-se São Paulo, e calma porque isso quem diz não sou eu, é o IBGE. Da escala humana à escala financeira, São Paulo nos lidera. Mais de 10% das riquezas produzidas no Brasil são produzidas nesta cidade. Que família do país não tem um parente trabalhando aqui?

Leia mais…

Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação