Grécia

ESTABILIDADE NO CAOS

30/06/2012
Tags: , , .

Vladimir Safatle

Folha de S.Paulo, 19/06/2012

A Europa pode respirar aliviada. Tudo continuará do mesmo jeito. Com a derrota “in extremis” dos esquerdistas do Syriza nas eleições gregas do último domingo, a União Europeia poderá continuar sua bem-sucedida farsa visando levar a opinião pública mundial a crer que os gregos são os únicos responsáveis por uma crise que eles não inventaram.

Leia mais…

MARATONA E RUÍNA DOS BANCOS

29/05/2012

Vinicius Torres Freire

Folha de S.Paulo, 17/05/2012

Temor de saída do euro acelera corrida para sacar dinheiro dos bancos gregos, o que ameaça bancos europeus

UMA CORRIDA BANCÁRIA quebra um banco. O corre-corre para sacar dinheiro de vários bancos, como na Grécia, pode quebrar o país inteiro. Pior, pode servir de exemplo para cidadãos de Portugal, Itália, Espanha. O medo de ver seu dinheiro evaporar leva correntistas a sacar tudo de suas contas. Como a maior parte dos recursos depositados nos bancos “não está lá” (foi emprestada, usada em outros negócios), basta que fatia dos depósitos seja resgatada para que o banco quebre.

Leia mais…

GRÉCIA, DEMOCRACIA E VAMPIRISMO

26/05/2012

Clóvis Rossi

Folha de S.Paulo, 17/05/2012

Se a Europa tivesse aceitado o plebiscito, economizaria seis meses de muito sangue

A chanceler alemã Angela Merkel e o ex-presidente francês Nicolas Sarkozy deveriam telefonar hoje mesmo para George Papandreou e pedir desculpas por terem forçado a saída dele do governo grego no fim do ano passado. Sumária recapitulação: Papandreou ameaçou tascar democracia no jogo da crise, na forma de um referendo para que o eleitorado grego decidisse se queria ou não o dinheiro europeu, acompanhado de rígida austeridade.

Leia mais…

NA PRÁTICA: A GRÉCIA SEM O EURO

22/05/2012
Tags: , , , .

Vinicius Torres Freire

Folha de S.Paulo, 16/05/2012

País pode até melhorar daqui a alguns anos, mas saída do euro vai causar colapso social e econômico

OS BRASILEIROS de uns 45 anos de idade têm experiência com troca de moedas. Talvez se lembrem de avós chamando as notas de um cruzeiro de “mil-réis” ou as de um cruzeiro novo de “mil cruzeiros”, para grande confusão nossa, crianças no início dos anos 1970. Mas essas trocas de moeda eram brincadeira de banco imobiliário, mera mudança de papel pintado. Se e quando a Grécia sair do euro, haverá o caos no sentido original da expressão grega: o vazio ou um abismo da confusão.

Leia mais…

QUEM PERDEU A GRÉCIA?

09/03/2012

Jean Pisani-Ferry

Folha de S.Paulo, 04/03/2012

Se um dia surgir essa pergunta, haverá culpa suficiente para todos na União Europeia

Ninguém começou a tentar estabelecer a culpa, na Europa. Um acordo entre a Grécia e seus credores permitirá que o país pague em dia a parcela de seus títulos que vence no dia 20. Os europeus merecem elogios por terem dado um passo significativo na direção do realismo. Os credores privados aceitaram perder mais de 50% dos valores que tinham a receber e também uma redução nos juros, o que representa alívio de mais de dois terços da dívida grega.

Leia mais…

Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação