Eleições

CACARECO FRANCÊS

28/04/2012

Hélio Schwartsman

Folha de S.Paulo, 25/04/2012

Ver alguém de sobrenome Le Pen conquistar a preferência de quase 20% do eleitorado francês é sempre um pouco assustador, mas seria precipitado classificar esse resultado como uma vitória das ideias da extrema direita.Assim como nem todos os brasileiros que votaram em Marina Silva no último pleito são verdes, nem todos os que sufragaram Marine Le Pen são ultraconservadores xenófobos.

Leia mais…

22/04/2012

A ESQUERDA E AS ELEIÇÕES NA FRANÇA 

José Dirceu

A França realiza no próximo domingo (22/4) o primeiro turno das eleições presidenciais que podem significar um resgate das lideranças e dos governos de esquerda no país – e, quem sabe, na Europa. Pelo que indicam as pesquisas, haverá segundo turno entre o atual presidente, Nicolas Sarkozy, e o socialista François Hollande. Os números mais recentes revelam empate nas intenções de voto, com percentuais próximos.

Leia mais…

PESQUISAS ELEITORAIS: VOTOS TOTAIS X VOTOS VÁLIDOS (I)

09/04/2012

Eleitor

Um ponto que confunde o eleitor é que uma hora as pesquisas apresentam os resultados em votos totais, outra hora em votos válidos. Por que isso?

Maurício Costa Romão

Os resultados oficiais dos tribunais eleitorais (TSE e TRE), ao cabo das eleições, são sempre divulgados em votos válidos. Os votos válidos são os votos nominais (dados diretamente aos candidatos), somados com os votos de legenda (atribuídos aos partidos), menos os votos em branco e os votos nulos. Então, os votos válidos são os votos totais menos os votos em branco e os nulos.

Leia mais…

COM JEITO VAI

06/04/2012

Dora Kramer

O Estado de S.Paulo, apud Blog do Noblat, 30/03/2012

Diga-se o que for sobre a senadora Marta Suplicy. Ressalte-se a impertinência, a inadequação verbal e o toque acentuado de presunção, mas reconheça-se nela uma qualidade em escassez no mercado: a insubordinação mental. Fala alto o que seus companheiros de PT dizem em voz baixa, mas não repetem em público por medo de contrariar o comandante em chefe. Quando Lula queria fazer de Ciro Gomes candidato a governador de São Paulo, Marta foi a única a verbalizar a insatisfação da maioria, dizendo que ele não tinha “nada a ver” com o Estado.

Leia mais…

O PONTO DA VIRADA E AS EPIDEMIAS ELEITORAIS

09/02/2012

 

Adriano Oliveira

O fantástico livro de Malcolm Gladwell, O ponto da virada, precisa ser lido por estrategistas políticos e candidatos. Gladwell não aborda especificamente o tema eleições. Porém, a sua abordagem incentiva os candidatos e estrategistas a refletiram sobre a dinâmica do processo eleitoral. Malcolm Gladwell trabalha com dois termos que fornecem indícios explicativos quanto às possibilidades de sucesso eleitoral dos candidatos. O primeiro termo é o ponto da virada. O autor afirma que o ponto da virada representa a ruptura com uma ordem presente. Neste caso, candidatos mal avaliados ou com reduzido percentual de intenção de votos podem vir a vencer a eleição, pois num dado instante, ocorreu o ponto da virada.

Leia mais…

Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação