Democracia

ALTERNÂNCIA DE PODER NO LEGISLATIVO

24/01/2015

Maurício Costa Romão

Em todas as pesquisas de avaliação das instituições brasileiras o Poder Legislativo aparece sempre nos patamares mais baixos da escala de notas.

Não sem razão. O Parlamento tem-se notabilizado pelo corporativismo e auto-referência, pela ausência de transparência, pela inobservância de parâmetros éticos, e pela baixa produtividade legislativa, dando margem à abissal distância que o separa do povo que deveria representar.

Pior: longe de buscar revisão de seus métodos e comportamentos, suas excelências, membros do Poder, reforçam cada vez mais a imagem negativa da instituição, às vezes até violando dispositivos legais que juraram defender quando empossados legisladores.  

Leia mais…

DEMOCRACIA NA AMÉRICA LATINA: XI FÓRUM DO MESTRADO EM GESTÃO PÚBLICA – UFPE

04/03/2013

 

DEMOCRACIA E CORRUPÇÃO

19/05/2012

Marina Silva

Folha de S.Paulo, 11/05/2012

O povo brasileiro vê mais um escândalo de corrupção e já não sabe o que sente, se indignação ou fastio. Muitos já não têm esperanças de que esse triste e repetitivo espetáculo um dia termine. Desta vez, as informações divulgadas -a famosa pontinha do iceberg- nos dão uma visão estarrecedora: algumas das instituições mais importantes do país e até partes da sociedade estão permeadas por relações ilegais, dinheiro ilícito, tráfico de influência e até sequestro e extorsão.

Leia mais…

É PRECISO TRATAR DA DEMOCRACIA SOCIALISTA

03/05/2012

Tarso Genro

Folha de S.Paulo, 08/04/2012

Não há debate sobre socialismo, pois governos de esquerda tem de lidar com alianças amplas e “resolver coisas”. E existiriam dificuldades com os eleitores

Mesmo as democracias consolidadas são ameaçadas, hoje, pela crise do sistema financeiro global. É clara a incompatibilidade objetiva entre o processo de enriquecimento sem trabalho, da atual fase do capitalismo global, com os sistemas socialdemocráticos estabelecidos, responsabilizados falsamente pela crise.

Leia mais…

LA TRANSICIÓN RAULISTA: FORTALEZAS Y AMENAZAS

15/04/2012

Jorge Hernández Fonseca

6 de Abril de 2012

No más expresé mi convicción por esta vía de que el general Raúl Castro pretende encabezar una transición al capitalismo –después de haber resultado exitoso en el proceso de sucesión que le precedió– un articulista de dentro de la isla salió a negar fehacientemente que semejante proceso de transición exista. Es su derecho. El principal argumento para negar la transición raulista es lo dicho por un ministro de la dictadura castrista, Marino Murilo –durante la visita del Papa– respecto a que “no habría apertura política en Cuba”.

Leia mais…

Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação