Crise

A MÁQUINA DE TRITURAR GOVERNOS

24/11/2011

Clóvis Rossi

Folha de S.Paulo, 22/11/2011

Agitação nos mercados torna Europa ingovernável, independentemente do partido dos políticos

Na antevéspera da votação, Mariano Rajoy, presidente eleito do governo espanhol, havia mendigado aos mercados que lhe dessem mais de meia hora de trégua, no pressuposto de que governos eleitos devem ser respeitados. Até concordo com o pressuposto, mas os mercados, ah, os mercados, não lhe deram nem um minutinho, nem um segundo sequer: a Bolsa de Madri caiu, e o risco-país da Espanha foi o que mais subiu ontem, outro dia de baderna nos mercados.

Leia mais…

OLHANDO PARA O BRASIL

21/11/2011

Luiz Carlos Mendonça de Barros

Folha de S.Paulo, 18/11/2011

Vou deixar de lado a crise europeia -cada vez pior e mais difícil de ser resolvida- e voltar minha atenção para a economia brasileira neste final de ano. Os sinais de desaceleração são cada vez mais evidentes, como mostra a estimativa do PIB mensal para setembro divulgada ontem pelo Banco Central.Nas estimativas da equipe da Quest Investimentos, entre julho e setembro deste ano a economia contraiu-se à taxa de 0,1% em relação ao trimestre anterior e cresceu à taxa de apenas 2,2% em relação ao terceiro trimestre de 2010.

Leia mais…

SEM INDIGNAÇÃO

19/11/2011

Marisa Gibson

Coluna Diário Político

Diário de Pernambuco, 19/11/2011

A baixíssima adesão popular aos movimentos contra a corrupção que tomaram as ruas do Brasil nos últimos meses, mesmo com cinco ministros demitidos por mau uso do dinheiro público e tráfico de influência e mais um na corda bamba – Carlos Lupi, do Trabalho – só tem uma explicação. A frase “é a economia, estúpido”, dita em meados da década de 1990 pelo estrategista democrata norte-americano James Carville, e que virou quase que obrigatória quando se fala sobre o que pesa numa eleição nacional, também pode se aplicar à passividade com a qual os eleitores brasileiros têm reagido aos escândalos de corrupção.

Leia mais…

PORTUGAL VIVE AL BORDE DEL ABISMO

13/11/2011

Antonio Jiménez Barca

El País

Lisboa,  3/11/ 2011

 http://internacional.elpais.com/internacional/2011/11/03/actualidad/1320352184_662460.html

En junio, una encuesta europea aseguraba que solo tres de cada 100 portugueses confesaba sentirse a gusto con la economía portuguesa. Hoy sería difícil encontrar a esos tres. El país ha entrado en una espiral de recortes, anuncios de recortes y perspectivas cada vez más negras. Y el anuncio del referéndum en Grecia sobre el plan de rescate de la UE parece acelerarlo todo. “Europa entera se aproxima al abismo. Y Portugal, evidentemente, es el siguiente”, escribe hoy Pedro Santos Guerreiro, director de Jornal de Negócios.

Leia mais…

ELES SABEM O QUE FAZEM

03/11/2011

Vladimir Safatle

Folha de S.Paulo, 25,/10/2011

Um dos mantras preferidos daqueles que chegam aos 40 anos é: os jovens de hoje não têm grandes ideais, eles não sabem o que fazem. Há algo cômico em comentários dessa natureza, pois os que tinham 18 anos no início dos anos 90 sabem muito bem como nossas maiores preocupações eram: encontrar uma boa rave em Maresias (SP), aprender a comer sushi e empregar-se em uma agência de publicidade.

Leia mais…

Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação