brasil

A PRÉVIA NA VENEZUELA

04/03/2012

Marcos Coimbra

Blog do Noblat,15/02/2012

Já se disse que, com a qualidade da oposição que enfrentava, não era mistério que o governo Lula tivesse tanta aprovação e que sua maioria no Parlamento fosse folgada. Seria um exagero tudo atribuir aos erros dos adversários, mas a explicação tem algo de verdade – pelo menos para o que aconteceu no segundo mandato. E continua a valer para o governo Dilma.

Leia mais…

OS DILEMAS DA INFLUÊNCIA

03/03/2012

Kenneth Maxwell

Folha de S.Paulo, 02/02/2012

Não existe caminho fácil para ganhar influência mundial. O processo acarreta responsabilidades, além de oportunidades. Nesta semana, alguns dos dilemas que o Brasil terá de enfrentar por causa disso se tornaram visíveis. Já há algum tempo, o papel que o Brasil vem assumindo na América do Sul causa inquietação aos vizinhos. Essas preocupações não costumam ser expressadas publicamente. Mas existem indicações claras.

Leia mais…

LA ESTRATEGIA DE BRASIL EN CUBA

25/02/2012

Jorge Hernández Fonseca

 El Brasil contemporáneo, considerado uno de los países emergentes por excelencia, en función de su sistema político democrático y su economía pujante –que ya desplazó al Reino Unido del sexto lugar entre las potencias económicas, y avanza a pasos agigantados para desplazar a Francia de la quinta posición– como sabemos, es una nación gigantesca, con inagotables recursos territoriales, humanos, económicos, energéticos e hídricos, reconocido como un país pacífico, que ha aceptado finalmente un liderazgo latinoamericano que antes porfiaba en rechazar.

Leia mais…

22/02/2012

Maurício Costa Romão

Fonte: elaboração própria, com base em dados da CNM

PRIORIDADES

09/02/2012

Vladimir Safatle

Folha de S.Paulo, 24/01/2011

É consenso entre os brasileiros que os investimentos em educação, ciência e tecnologia são fundamentais para a realização das aspirações geopolíticas brasileiras. Nesse sentido, o governo sofre cada vez mais pressão para aumentar seus gastos com o financiamento de pesquisas universitárias. No entanto algo de sintomático acontece na definição das prioridades de pesquisa das agências de fomento como CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e outras.

Leia mais…

Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação