Avaliaçao de governo

AUXÍLIO EMERGENCIAL E POPULARIDADE DO PRESIDENTE

27/08/2020

  

Maurício Costa Romão

O benefício financeiro do auxílio emergencial (AE) fornecido pelo governo federal para enfrentamento da crise do coronavírus se destaca de pronto pela grandiosidade dos números.

 O total de gastos autorizado para o Programa é de R$ 254,6 bi, sendo que até o dia 18/08 foram pagos R$ 161,0 bi para 66,4 milhões de beneficiários (quase um terço da população brasileira).

 Naturalmente que um auxílio dessa magnitude, envolvendo trabalhadores informais, os já beneficiários do Bolsa Família e os que compõem o Cadastro Único, deve ter sido o grande responsável pela melhoria recente na avaliação do governo Bolsonaro detectada por vários institutos de pesquisa.

Leia mais…

GOVERNO DILMA: SÍNTESE DAS PESQUISAS DE MARÇO DE 2015

02/04/2015

Fonte: elaboração própria com base nas pesquisas indicadas

Maurício Costa Romão

POPULARIDADE DE DILMA NO NORDESTE

12/08/2014

Fonte: elaboração própria, com base em pesquisas do Ibope

Maurício Costa Romão

A pesquisa do Instituto Ibope de antes das manifestações de junho de 2013, realizada em março, apontava a presidente Dilma Rousseff exibindo grande popularidade no Nordeste: 72% de avaliação positiva, medida pelas menções de ótimo e bom.

Logo após aquelas insurgências, o levantamento do mesmo instituto em julho já registrava queda da avaliação positiva para 43%. Depois de esboçar certa reação a partir dali, e até dezembro do ano passado, a seqüência de pesquisas mensais do Ibope em 2014 mostra que os níveis de popularidade da mandatária nacional retornaram aos patamares pós-manifestações (vide gráfico).

Leia mais…

INSTITUTOS DIFERENTES, RESULTADOS SEMELHANTES

18/06/2014
 
Fonte: elaboração própria, com base em dados do blog do F. Rodrigues/UOL

Maurício Costa Romão

Desde o início do governo Dilma Rousseff, em 2011, até a primeira quinzena de junho de 2014, os Institutos Datafolha e Ibope realizaram 17 pesquisas de opinião cada um, consultando os eleitores sobre como eles avaliavam o governo da presidente.

As datas das pesquisas não coincidem, mas são razoavelmente aproximadas, de sorte que não há prejuízo qualitativo desfilar seus achados num mesmo gráfico, como é feito acima.

Leia mais…

DESEJO DE MUDANÇA E TETO DE POPULARIDADE DA PRESIDENTE

26/05/2014

Fonte: elaboração própria com base em pesquisas do Ibope

Maurício Costa Romão

As pesquisas nacionais pós-manifestações têm mostrado que continua muito forte o desejo dos brasileiros de que o próximo presidente faça um governo diferente do atual.

No último levantamento do Datafolha (7 e 8 de maio), por exemplo, esse “sentimento de mudança” alcança 74% da população, mas chega a 80% entre os mais jovens, a 81% entre os que possuem renda familiar acima de 10 salários mínimos e  a 82% entre os que têm curso superior.

Já na pesquisa do Ibope, dos dias 15 a 19 de maio, o percentual dos que querem mudança é praticamente de 2/3 (65%). Deste conjunto, 67% afirmaram desejar que essas mudanças sejam feitas por outro presidente no lugar de Dilma Rousseff.

Leia mais…

Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação