2012

ESTIMANDO QUOCIENTES ELEITORAIS 2012: JABOATÃO E OLINDA 2012 (Segunda Parte)

09/07/2011

ESTIMANDO QUOCIENTES ELEITORAIS: EM JABOATÃO E OLINDA EM 2012 (Segunda Parte)

(Nota Técnica)

Por Maurício Costa Romão

Relações

Vê-se das Tabela 1e 2 que o QE tende a aumentar de um pleito para outro (exceto o caso de Olinda de 2004 para 2008). Mantidas as vagas parlamentares, isso se deve ao crescimento contínuo dos votos válidos que, por sua vez depende do que acontece com os votos brancos e nulos e com a abstenção. Com efeito, já se estabeleceu antes, por definição, que

VV = VA – (VB + VN)

Dividindo os dois lados desta equação pelos votos apurados (VA), tem-se:

VV/VA = 1 – [(VB + VN)/VA]

Onde

0 ‹ (VB + VN)/VA ‹ 1

Assim, toda vez que aumenta a proporção de votos brancos e nulos no total de votos apurados, diminui a proporção de votos válidos nesse total e vice-versa. Portanto, um aumento da incidência de votos brancos e nulos, como proporção dos votos apurados, afeta negativamente a fração dos votos válidos e uma diminuição impacta positivamente.

Leia mais…

ESTIMANDO QUOCIENTES ELEITORAIS 2012: JABOATÃO E OLINDA (Nota Técnica – Primeira Parte)

08/07/2011

ESTIMANDO QUOCIENTES ELEITORAIS 2012: JABOATÃO E OLINDA (Primeira Parte)

(Nota Técnica)

Por Maurício Costa Romão

Preliminares

O quociente eleitoral (QE) é uma variável-chave das eleições proporcionais, pois somente os partidos ou coligações que lograrem votação suficiente para ultrapassá-lo é que podem ascender ao Parlamento. Daí por que é às vezes chamado de cláusula de barreira.

Uma característica que o torna Meio que enigmático é o fato de que sua determinação só pode ser feita depois de computados todos os votos da eleição, quer dizer, após totalizados o eleitorado (EL), a abstenção (AB), os votos apurados (VA), os votos brancos (VB), os votos nulos (VN) e, conseqüentemente, os votos válidos (VV). Dessas variáveis, a única que se conhece de antemão é o eleitorado. As outras, só depois do pleito.

Leia mais…

2012: SAI O CALENDÁRIO ELEITORAL

30/06/2011

Jornal do Commercio, 30/06/2011

 RIO – O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou o calendário para as eleições municipais de 2012, que foi aprovado na noite de terça-feira (28). Ficou decidido que o primeiro turno acontece no dia 7 de outubro e o segundo turno, no dia 28 de outubro. Em 2012, os eleitores vão eleger prefeitos, vice-prefeitos e vereadores em mais de 5,5 mil municípios brasileiros.

O calendário traz as principais datas a serem observadas por eleitores, partidos políticos, candidatos e pela própria Justiça Eleitoral. Um ano antes do pleito ou seja, até 7 de outubro de 2011 todos os partidos devem ter obtido registro no TSE, mesmo prazo que os candidatos que pretendem concorrer têm para regularizarem a filiação partidária e terem como domicílio eleitoral a circunscrição na qual pretendem disputar mandato eletivo.

Leia mais…

RECIFE 2012: ESTIMANDO O QUOCIENTE ELEITORAL ( Nota Técnica – Segunda e última parte)

21/06/2011

Por Maurício Costa Romão

 As hipóteses

Como as variáveis que definem o QE são, à exceção do eleitorado e do número de cadeiras parlamentares, todas conhecidas post factum, depois do pleito, fazer estimativas desse quociente é sempre um exercício que requer formulação de muitas hipóteses. Entretanto, com base no comportamento evolutivo das variáveis-padrão acima mencionadas é possível fazer uma prospecção bastante razoável do seu valor aproximado para a eleição do ano de 2012 na capital pernambucana.

Como se discutiu anteriormente, prognosticar o QE envolve estimar os votos válidos, posto que o quantitativo de vagas legislativas já é dado (excepcionalmente para a próxima eleição proporcional de 2012, deverá haver mudanças nessas vagas devido à emenda constitucional de setembro de 2009, que alterou o número de vereadores no País).

Leia mais…

ELEITORADO DO RECIFE, PERNAMBUCO

23/05/2011

 

Fonte: elaboração do autor, com base em dados do TSE para o mês

Por Maurício Costa Romão

O Gráfico acima se mostra a evolução recente do eleitorado do município do Recife, Pernambuco, e sua projeção para 2012. Os dados de cada ano, extraídos do TSE, são do mês de abril (por ser o último mês que tem estatísticas de eleitorado para 2011), exceto a estimativa de 2012 que foi feita para o mês de setembro, inclusive.

Para a projeção do eleitorado de 2012 utilizou-se a mesma taxa de crescimento desta variável entre 2011 e 2010, de 0,92%, acrescida da correção correspondente aos meses de abril a setembro, inclusive. Nota-se que o eleitorado cresce continuamente, e o fará enquanto houver  acréscimo populacional positivo.

Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação