PESQUISA ELEITORAL: ESPONTÂNEA CONVERGE PARA ESTIMULADA

28/08/2012

Fonte: elaboração própria com base em dados do Sensus

 

Maurício Costa Romão

Em pesquisa eleitoral a pergunta estimulada é aquela na qual se apresenta ao entrevistado uma relação de nomes dos candidatos (normalmente impressa num disco de papel-cartolina), em ordem aleatória, para que ele escolha um nome de sua preferência.

No caso da manifestação espontânea de voto, o respondente é instado a dar sua opinião sobre em quem ele votaria, caso a eleição fosse hoje, mas sem que o entrevistador faça uso de qualquer mensagem gestual ou verbal que lembre a figura ou o nome de alguém ou de algum candidato. Quanto mais o nome de determinada pessoa é lembrado, espontaneamente, mais esse nome é familiar, mais cristalizado está na memória do eleitor e mais a imagem da pessoa é por ele apreendida.

É oportuno ter presente, contudo, que os números das duas modalidades – estimulada e espontânea – tendem a convergir à medida que a data do pleito se vai aproximando. As imagens e os nomes dos candidatos vão sendo cada vez mais apreendidos pelos eleitores no decorrer da campanha, particularmente após o início do guia eleitoral.

Assim, as manifestações espontâneas vão progressivamente ficando assemelhadas às declarações estimuladas, de sorte que os números de ambas evoluem em trajetória de convergência, no sentido das espontâneas para as estimuladas.  Às vésperas da eleição os números das duas modalidades já estão bem próximos.

As duas tabelas acima, que retratam dois momentos da corrida presidencial de 2010, mostram a convergência  das duas modalidades entre as pesquisas de agosto e de setembro, ambas levadas a efeito pelo Instituto Sensus. Em agosto os números da espontânea ainda estavam bem abaixo dos da estimulada. Em setembro tais números já estão bem próximos uns dos outros.

Nenhum Comentário
Deixe seu comentário
Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação