PESQUISA DO IMN PARA GOVERNADOR DE PERNAMBUCO

14/07/2010

Imagem publicada no blog do IMN

Por Maurício Costa Romão

Fonte: elaboração do autor, com base em dados do IMN

O Instituto Maurício de Nassau (IMN) divulgou hoje à tarde os números da pesquisa de intenções de voto para Governador do Estado de Pernambuco, realizada entre os dias 7 e 8 de julho corrente. O levantamento tem margem de erro de 2,5 pontos de percentagem, para mais ou para menos, um intervalo de confiança de 95% e foram aplicados 2.500 questionários.

O Governador Eduardo Campos registrou 47,8% de intenções de voto e continua a liderar os números com apreciável folga, não obstante a diferença para o Senador Jarbas Vasconcelos, que obteve 25,9% de intenções de voto, haja caído um pouco, relativamente à pesquisa de maio: de 23% para 21,9%, dentro da margem de erro, portanto.

A Tabela que acompanha o texto mostra que os números do Governador foram os menores da série e vem caindo em relação ao pico de novembro do ano passado. Já o Senador Jarbas ainda não conseguiu voltar ao patamar acima dos 30% registrados em março de 2009.

É oportuno reproduzir a própria análise do IMN sobre os resultados desta pesquisa:

“Não se deve desprezar, entretanto, o fato de que o percentual de votos de eleitores indecisos cresceu, em relação à pesquisa anterior. Em maio, 10,3% dos eleitores estavam indecisos. Nesta pesquisa, 15% dos eleitores declararam-se indecisos. Portanto, deve-se considerar que 4,7% dos eleitores se transformaram em eleitores indecisos. Desta forma, a variação descendente de ambos os candidatos pode ter como causa tal mudança – migração de eleitores de Eduardo ou Jarbas para indecisos.

Ressaltamos que as circunstâncias sociais não foram propícias ao governador Eduardo Campos, nesses últimos meses. A intensidade das chuvas e as suas consequências negativas, como alagamentos e enchentes, podem ter proporcionado uma variação na intenção de voto e a redução da aprovação da sua administração. No mês de maio, 64,2% dos eleitores consideravam como boa/ótima a administração do atual governador. Nesta pesquisa, 61,9% afirmam que a gestão de Eduardo é boa/ótima. Na região da Zona da Mata – área castigada pelas chuvas –, Eduardo Campos obteve, na pesquisa realizada em maio, 59% de intenção de votos. Desta vez, Campos alcançou 44%.

Continuamos a considerar que, neste instante, o governador Eduardo Campos é favorito a vencer a eleição de outubro. Afirmamos isto em razão de que: 1) 63,9% dos eleitores pretendem votar em um candidato apoiado pelo presidente Lula; 2) 61,9% aprovam a sua gestão; 3) Campos mantém considerável distância do seu principal oponente, Jarbas Vasconcelos; 4) As circunstâncias políticas e econômicas – candidatura à presidência da República de Dilma Rousseff (PT) e a satisfação do eleitor com a economia – beneficiam a reeleição do governador.

No entanto, não é possível afirmar neste momento que o candidato Jarbas Vasconcelos não tem condições de vencer o pleito eleitoral. A boa imagem do candidato e as benfeitorias realizadas por ele durante sua administração à frente do governo do Estado – motivos mostrados na pesquisa anterior (mês de maio) – ainda lhe favorecem e serão, certamente, exploradas na campanha eleitoral

Frisamos que o guia eleitoral é ferramenta necessária para o sucesso dos competidores.”
 

Nenhum Comentário
Deixe seu comentário
Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação