Crise pede concertação nacional

04/11/2015

Por Daniel Leite e Mariama Correia
Da Folha de Pernambuco

Preocupado com o agravamento da crise enfrentada pelo País, o economista Maurício Romão acredita que é o momento de encontrar uma “saída de concertação nacional”. Em entrevista à Folha de Pernambuco, o Mestre e PhD em economia pela Universidade de Illinois afirma que ainda é possível reverter o cenário brasileiro. Para isso, faz um resgate de pactos recentes, firmados por outros países, para conter a degradação da economia. Em sua visão, o governo brasileiro precisa preservar conquistas como a democracia, a estabilidade monetária e a inclusão social, para poder sinalizar ao mercado que tem condições de superar os indicadores negativos. Esta tarefa, no entanto, depende de um grande esforço coletivo, que deve ser incentivado por parte do Poder Executivo, do Congresso Nacional e da própria sociedade.

Leia mais…

RAPIDINHAS SOBRE O PACOTE FISCAL

15/09/2015

Maurício Costa Romão

Origem: populismo fiscal (reiterados déficits – despesa maior que a receita – financiados via endividamento);

Consequências: esgotamento das fontes de financiamento do déficit, recessão, desemprego e inflação);

Urgência: reequilibrar as contas públicas (sinal para o mercado e para agências internacionais);

Caminho: atuar sobre receita e despesa, já que através do endividamento é impossível;

Leia mais…

PARTIDO VERDE REALIZARÁ ENCONTRO NO RECIFE

09/09/2015

Postado em 8 de setembro de 2015 por Inaldo Sampaio

O Partido Verde vai realizar no próximo sábado (12), a partir das 8h, no Hotel Golden Tulip, no Recife, um encontro regional visando às próximas eleições.

A reunião, que será aberta ao público, contará com a presença do presidente nacional da legenda, o ex-deputado federal José Luiz Penna (SP) e do presidente estadual Carlos Augusto Costa.

O economista Maurício Romão foi convidado para proferir uma palestra sobre a conjuntura política nacional e as eleições de 2016.

Ele fará uma análise sobre a questão fiscal dos municípios, a avaliação dos governos e as chances de reeleição, pesquisas, a reforma política e as eleições proporcionais.

Leia mais…

10 RAZÕES PARA NÃO SE INSTITUIR COTA PARA MULHERES NO LEGISLATIVO

02/09/2015

 

Maurício Costa Romão

O Senado Federal aprovou, em primeiro turno, no dia 25 de agosto passado, Proposta de Emenda à Constituição nº 98/2015 que reserva quantidade mínima de vagas, por gênero, nas representações legislativas em todos os níveis federativos.

O objetivo por trás da proposta é aumentar a participação feminina na política, considerada muito baixa para os padrões internacionais, em especial nos Parlamentos brasileiros.

Aumentar a representatividade feminina nas Casas Legislativas através de cotas é tema controverso, assim como o é, de resto, o estabelecimento de cotas sociais e raciais em geral. Leia mais…

Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação