OS CENÁRIOS DA PESQUISA PARA O SENADO

10/09/2010

Por Adriano Oliveira – Cientista Político

Cisnes Negros podem aparecer na trajetória eleitoral. Crenças, diante, inclusive, de pesquisas, podem ser falsas. Nem sempre o ator político consegue analisar o instante eleitoral considerando o todo da sua complexidade. É difícil o candidato enxergar a realidade.

Continuo a afirmar: a eleição para o Senado em Pernambuco continua indefinida. Um fato me possibilita a fazer tal afirmação: 32% dos eleitores estão indecisos e 17% dos eleitores votarão em branco ou nulo (Pesquisa IBOPE realizada em 03/09). Observo, portanto, que 49% dos eleitores ainda não escolheram em que votar.

Considerando a margem de erro da pesquisa (2%), posso asseverar que 51% dos eleitores não escolheram nenhum candidato. Portanto, a pergunta é: quais serão os escolhidos neste mercado? Ou melhor, para que fique claro para os assessores: no universo de 51%, quantos eleitores poderão vir a optar por Humberto Costa, Armando Monteiro, Marco Maciel, Raul Jungmann, dentre outros?

Na disputa para o Senado, alguns questionamentos devem ser considerados:

  • · Eduardo Campos conseguirá fazer com que Armando e Humberto se distanciem de Maciel?
  • · O eleitor aceitará passivamente a solicitação de Lula e votará em Humberto e Armando?
  • · No interior de Pernambuco predominará o voto casado entre Humberto e Armando ou Maciel e Armando?
  • · Jungmann impedirá (ou já impede) o crescimento de Humberto na Região Metropolitana do Recife?
  • · A estabilidade de Marco Maciel, demonstrada em todas as pesquisas, evidencia que Armando e Humberto precisam conquistar os indecisos para derrotar o democrata?
  • · Quem é o segundo senador de cada eleitor? Por exemplo: o eleitor de Humberto vota em quem? E o eleitor de Armando? O segundo voto, caso ocorra, já que o eleitor pode optar por votar em um único candidato, torna a eleição imprevisível.

Os cenários descritos abaixo mostram, claramente, que não existem, ainda, favoritos na disputa para o Senado – Considero a última pesquisa do IBOPE.

Cenário 1: Humberto: 47% – 49% – 51%; Cenário 2: Marco Maciel: 33% – 35% – 37%

Cenário 3: Armando 32% – 34% – 36%

Os três candidatos, considerando a margem de erro da pesquisa do IBOPE, podem ter os três percentuais expostos. Então, exercitem, com paciência e sem paixão, e vejam que Humberto, Maciel e Armando podem vir a ser eleitos este ano.

Espero que as próximas pesquisas, diante da aproximação da eleição, tornem mais nítido a chance de cada um. Por enquanto, não me falem em favoritos na disputa para o Senado em Pernambuco.

Doutor Adriano Oliveira

Professor Adjunto do Departamento de Ciência Política (UFPE)

Coordenador do Núcleo de Estudos de Estratégias e Política Eleitoral (UFPE)

Lattes: http://lattes.cnpq.br/9030393989484539

twitter.com/adriano_oliveir

Nenhum Comentário
Deixe seu comentário
Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação