MARTA LIDERA DISPUTA PELA PREFEITURA DE SÃO PAULO

06/09/2011

 

Senadora petista vence em todos os cenários pesquisados pelo Datafolha

O ex-governador José Serra é o tucano que se sai melhor; preferido de Lula, Fernando Haddad chega a no máximo 2%

Bernardo Mello Franco
Folha de S.Paulo
A senadora Marta Suplicy (PT) saiu na frente na disputa pela Prefeitura de São Paulo, aponta a primeira pesquisa Datafolha para a eleição municipal de 2012. Ela lidera a corrida em todos os cenários pesquisados, com vantagem média de 14 pontos percentuais em relação aos adversários. Sem Marta no páreo, o ex-governador José Serra (PSDB) e o ex-deputado Celso Russomanno (PP) aparecem empatados na ponta. Lançado pelo ex-presidente Lula, o ministro Fernando Haddad (Educação), que disputa com a senadora a indicação para concorrer pelo PT, oscila entre 1% e 2% das intenções de voto.


Marta obtém sua menor folga na simulação em que Serra é o candidato tucano. Ela chega a 29%, contra 18% do rival -uma vantagem de 11 pontos percentuais.
Nesse cenário, Russomanno é o terceiro colocado, com 13%. Atrás, empatados tecnicamente, aparecem o vereador Netinho de Paula (PC do B), com 8%, a ex-vereadora Soninha Francine (PPS), com 6%, e o deputado Paulinho da Força (PDT), com 6%.
O deputado Gabriel Chalita (PMDB) é citado por 3%. Luiz Flávio Borges D’Urso (PTB) e Eduardo Jorge (PV) aparecem com 2% cada um.

TUCANOS
No cenário em que o candidato do PSDB é o senador Aloysio Nunes Ferreira, Marta alcança 31% e é seguida por Russomanno, com 15%.
Netinho de Paula (9%), Soninha (8%), Paulinho da Força e Aloysio (7% cada um) aparecem tecnicamente empatados em terceiro lugar.
O levantamento testou outros dois pré-candidatos do PSDB. O deputado estadual Bruno Covas atinge 6%, e o secretário estadual de Energia, José Aníbal, chega a 4% das intenções de voto.
No primeiro cenário em que Haddad é o candidato do PT, Serra e Russomanno dividem a liderança com o mesmo índice: 19%. Em terceiro lugar, há empate entre Netinho (13%), Paulinho da Força e Soninha (9% cada um).
Chalita atinge 5%. Eduardo Jorge, D’Urso e Haddad têm 2% cada um.
Quando a lista de prefeitáveis exclui Marta e Serra, Russomanno lidera isolado. Ele alcança 20% se o candidato do PSDB for Aloysio, e 21% nos cenários com Bruno Covas ou José Aníbal.
Nas três simulações, Netinho aparece em segundo, com 15%. Soninha fica com 11%, e Paulinho da Força oscila entre 10% e 11%.

PADRINHOS
Lula deve ser o cabo eleitoral de maior peso na eleição: 40% dos entrevistados dizem que poderiam votar num candidato apoiado por ele. O apoio da presidente Dilma Rousseff (PT) é importante para 26%, e o do governador Geraldo Alckmin (PSDB), para 27%. O indicado do prefeito Gilberto Kassab só teria a preferência de 15%. Outros 38% dizem que não votariam no candidato do prefeito.
A pesquisa também mediu a rejeição aos pré-candidatos: 33% disseram que não votariam de jeito nenhum em Netinho, 32% rejeitam Serra e 30% rejeitam Marta.
O Datafolha ouviu 1.039 moradores de São Paulo na quinta-feira passada. A margem de erro é de três pontos percentuais.

Nenhum Comentário
Deixe seu comentário
Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação