IBOPE CONFIRMA EMPATE TÉCNICO ENTRE SERRA E DILMA: 39% A 39%

05/07/2010
Imagem publicada pelo IMN

 

Por Maurício Costa Romão

Pesquisa do Ibope divulgada hoje no portal do jornal Estadão mostra que os dois principais candidatos à corrida presidencial, José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT),  estão tecnicamente empatados em termos de intenção de votos: 39% a 39%. A candidata do PV, Marina Silva, registrou 10% de intenções de voto.

O levantamento do Ibope confirma o empate técnico já mostrado pelo Datafolha neste último fim de semana: 39% para Serra e 38% para Dilma, com Marina da Silva mantendo os mesmos 10%.

Em relação à última pesquisa do próprio Ibope, realizada entre 19 e 21 de junho, Serra experimentou uma oscilação positiva de 4 pontos de percentagem em intenções de voto, enquanto Dilma retrocedeu um ponto. Marina teve um acréscimo para mais de um ponto de percentagem.

Os especialistas estão atribuindo a recuperação de Serra, em termos de intenção de votos, ao fato de Serra ter ganho grande destaque nacional em anúncios de 30 segundos do PSDB (20, no total), exibidos em rede nacional de rádio e televisão recentemente.

Em termos de um eventual segundo turno o Ibope mostra que os dois candidatos que lideram as pesquisas estão empatados técnica e numericamente: 43% a 43%.

Onde o candidato tucano mais se sobressaiu, segundo a pesquisa do Ibope, foi na prospecção de votos por grandes regiões. Na região Sudeste, Serra voltou a ocupar a liderança isolada, com 41% a 34%.

No Norte/Centro-Oeste, Serra promoveu uma forte reviravolta: perdia por 40% a 34% e agora lidera por 43% a 35%. Na Região Sul, o tucano vence por 45% a 37%.

De resto, como já detectado por todos os institutos, Dilma está à frente apenas na região Nordeste, com uma expressiva margem de 50% a 30%.

Como bem lembrado pela matéria do portal do Estadão, oscilações significativas nos resultados regionais não são incomuns. Quando a pesquisa é desagregada por regiões (ou qualquer outra variável) o número de entrevistas é relativamente pequeno e as margens de erro são relativamente grandes (a margem de erro de 2% da pesquisa como um todo não pode ser atribuída a cada região individualmente).

Um dado favorável à candidata petista é o de que na pesquisa espontânea, aquela em que os eleitores manifestam a sua preferência antes de ler a lista de candidatos, Dilma lidera com 22% das intenções de voto. Serra vem a seguir, com 17%.

Nessa modalidade espontânea é onde se percebe o nível de desinformação de parte do eleitorado: ainda há 12% de eleitores que citam Lula como o seu nome favorito, apesar de ele não ser candidato para o próximo pleito.

Nenhum Comentário
Deixe seu comentário
Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação