Datafolha confirma ascensão de Dilma

22/05/2010
Tags: , , .

Por Maurício Costa Romão

Pesquisa do Datafolha publicada hoje no Portal UOL mostra a pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, empatada com José Serra  do PSDB, ambos com 37% de intenção de votos. Na série histórica do instituto, Dilma atingiu agora sua melhor marca desde que apareceu nos questinários das pesquisas Datafolha. Marina Silva obteve 12% de intenção de votos.

Os resultados do Datafolha estão consonantes com recentes números do Vox Populi e do Sensus, ambos mostrando empate técnico entre os dois pré-candidatos mais bem situados.

A pesquisa de maio, levada a efeito entre os dias 20 e 21, entrevistou 2.660 eleitores e teve uma margem de erro de 2%, para mais ou para menos. Os votos brancos, nulos e indecisos somaram 14%.

A seqüência de pesquisas mostrada no Gráfico são estritamente comparáveis porque nos discos apresentados aos entrevistados não aparecia o nome do então pré-candidato Ciro Gomes (daí porque os números do Gráfico podem eventualmente diferir dos apresentados por algumas publicações).

Matéria de Fernando Rodrigues, do Portal UOL:

TV e Lula

“O principal fato que pode ser apontado como responsável por essa alta da candidata é o programa partidário de TV que o PT apresentou recentemente”, diz Mauro Paulino, diretor-geral do Datafolha. Na semana passada, o PT foi à TV com vários comerciais de 30 segundos e com seu programa mais longo, de dez minutos. A estrela dessa investida de marketing foi Dilma Rousseff, com Lula como cabo eleitoral.

Na pesquisa espontânea, quando os entrevistados não são apresentados a uma lista com os nomes dos candidatos, a curva da intenção de voto de Dilma continuou a escrever uma sólida curva ascendente. Ela tinha 8% em dezembro. Em abril, estava com 13%. Agora, foi a 19% e está isolada em primeiro lugar. José Serra pontuou 14% -ele também vem subindo nesse quesito, mas em ritmo mais lento.

Ainda na pesquisa espontânea, há também 5% que dizem ter intenção de votar em Lula , que não pode ser candidato. Outros 3% declarar querer votar no “candidato do Lula”. E 1% respondem “no PT” ou no “candidato do PT”. Em tese, portanto, o potencial de voto espontâneo em Dilma pode ser de 28% -os seus 19% e mais outros 9% dos que desejam votar em Lula, em quem ele indicar ou em um nome apresentado pelo PT.

2º turno e rejeição

Quando são colocados na lista de candidatos os concorrentes de partidos pequenos, o cenário não se altera muito. Dilma e Serra continuam empatados, cada um com 36%. Marina tem 10%. E só dois nanicos pontuam: José Maria Eymael (PSDC) e Zé Maria (PSTU). Dilma também colheu bom resultado na rejeição: seu índice caiu de 24% para 20% enquanto o de Serra subiu de 24% para 27%.

Marina também teve um resultado positivo, pois sua rejeição caiu de 20% para 14%. Na projeção de segundo turno, os dois estão tecnicamente empatados: a petista tem 46% contra 45% do tucano. Em abril, Serra aparecia dez pontos à frente da petista nesse quesito, com 50% a 40%”.

Nenhum Comentário
Deixe seu comentário
Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação