Pesquisas e Sistemas Eleitorais

EMBATE PARA O SENADO EM PERNAMBUCO SEGUE EQUILIBRADO

30/09/2014
Tags: , , , .

Fonte: elaboração própria com base em pesquisas de vários institutos

 

Maurício Costa Romão

O gráfico que acompanha o texto mostra a evolução das intenções de voto de 18 pesquisas de diversos institutos divulgadas em Pernambuco desde abril deste ano, incluindo a do Datafolha dada a conhecer ontem (26/09).

Até o dia 13 de agosto, data do falecimento do ex-governador Eduardo Campos, foram realizados seis levantamentos, incluindo o dos dias 12 e 13, da lavra do Datafolha. Neste período as médias de intenção de votos dos dois principais candidatos ao senado foram 36% e 16% para João Paulo e Fernando Bezerra Coelho, respectivamente.

Leia mais…

PESQUISA IPMN PARA GOVERNADOR REFORÇA VANTAGEM DE PAULO CÂMARA

25/09/2014

Fonte: elaboração própria com base em pesquisas de vários institutos

 Maurício Costa Romão

O levantamento do Instituto de Pesquisa Maurício de Nassau (IPMN), em parceria com o portal LeiaJá e o Jornal do Commercio, levado a efeito entre os dias 22 e 23 de setembro no Estado de Pernambuco, mostra o candidato Paulo Câmara com 39% de intenções de voto para governador, cinco pontos à frente do seu principal opositor, Armando Monteiro, que alcançou 33%. O resultado está fora da margem de erro de dois pontos percentuais.

Na pesquisa anterior do IPMN, realizada na primeira semana de setembro, o placar era de 33% a 31% para Paulo Câmara. Assim, nesses últimos quinze dias Armando Monteiro oscilou positivamente dois pontos percentuais e o candidato pessebista cresceu seis.

O gráfico que acompanha o texto mostra a evolução dos números de 17 pesquisas de diversos institutos divulgadas em Pernambuco desde abril deste ano, incluindo o mencionado resultado do IPMN.

Leia mais…

NÚMEROS DIFERENTES NAS PESQUISAS

15/09/2014

Maurício Costa Romão

Numa coisa os institutos de pesquisa eleitoral são iguais: todos buscam seguir o padrão estatístico universal de fazer estimativas de parâmetros da população baseados em amostras representativas dessa população. Fora disso, diferem sob vários aspectos metodológicos.

Cada instituto tem sua forma própria de desenhar a amostra, de formular o questionário e definir a ordem das perguntas, de coletar dados (alguns abordam os entrevistados nas ruas, outros nos domicílios), de usar informações secundárias para definir as cotas (sexo, renda, idade, escolaridade, etc.), etc.

Leia mais…

06/09/2014

Fonte: elaboração própria com base em várias pesquisas

Mauricio Costa Romão

ELEIÇÕES 2014: NOVAS PROJEÇÕES DEPOIS DE IBOPE E DATAFOLHA

05/09/2014

Maurício Costa Romão

As duas últimas pesquisas nacionais do Ibope e do Datafolha, ambas com trabalho de campo praticamente nos mesmos dias, entre 31 de agosto e 2 de setembro (Ibope) e de 1 a 3 de setembro (Datafolha), trouxeram números muito parecidos.

Em relação às respectivas pesquisas imediatamente anteriores, Dilma Rousseff e Marina Silva crescem em intenção de votos no Ibope, três e quatro pontos, respectivamente, enquanto que no Datafolha a presidente ganha um ponto e a ex-senadora fica com o mesmo percentual anterior. Aécio Neves é que perdeu pontos nos dois levantamentos, um no Datafolha e quatro no Ibope.

Leia mais…

Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação