A REFORMA COMO ELA É

30/04/2011

 

Fernando de Barros e Silva

Folha de S.Paulo, 26/04/2011

SÃO PAULO - Debates sobre reforma política no Brasil são recorrentes e tediosos. O tema costuma surgir, de maneira sazonal, no início dos mandatos presidenciais, e só interessa a políticos e cientistas sociais. Em geral não acontece nada. Apresentada quase sempre como solução meio mágica para vícios do sistema político ou como antídoto à roubalheira sistêmica, a reforma no mais das vezes não passa de embromação.

É isso o que parece estar em curso mais uma vez. Não que inexistam coisas passíveis de mudança. Há, sim, uma pauta de melhoramentos possíveis, e já seria um bom começo se não fosse vista como panaceia: fortalecer os partidos, aproximar o eleitor do eleito (no caso dos legislativos), baratear as eleições e desprivatizar as campanhas, por exemplo.

O Congresso instalou duas comissões dedicadas à reforma política -uma na Câmara, outra no Senado. Operam de modo independente, a partir de agendas e interesses diversos. Em tese, teriam de se entender um dia. Na prática, protagonizam duas farsas. Acumulam-se as evidências de que nada substantivo ou relevante será aprovado.

Mais do que isso: enquanto gastamos papel, tinta, saliva, tempo (e dinheiro público) discutindo uma ficção, há uma “reforma” (ou antirreforma) comendo solta na vida real. O novo PSD é a face mais visível dela e da desconexão entre discurso e prática política no país.

Sintoma do desmanche da oposição, o partido de Gilberto Kassab coroa o clichê (verdadeiro) da geleia geral brasileira. Adesista, anfíbio, sem nenhuma ideia na cabeça e muita coceira nas mãos, o PSD escarnece da ilusão de que os partidos têm identidade programática e o jogo político se organiza segundo afinidades e contrastes ideológicos.

Dilma, ao assumir, prometeu reformar a política. Com o tíquete de acesso ao transatlântico governista no bolso e figuras carimbadas da direita na bagagem, Kassab acena à reforma com um tchauzinho e mostra a todos a vida como ela é.

Nenhum Comentário
Deixe seu comentário
Sobre o autor

Maurício Costa Romão é Master e Ph.D. em economia pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, sendo autor de livros e de publicações em periódicos nacionais e internacionais...

continue lendo >> Maurício Romão

Copyright © 2012 Maurício Romão. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento: 4 Comunicação